Setembro Amarelo

10 de Setembro – Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

Há um tempo certo para nascer e um para morrer. E principalmente, há um tempo para viver.

Um tempo no qual se pode sorrir e chorar. No qual podemos ir e vir, conhecer o mundo, vivenciar culturas e encontrar pessoas. Mas durante esse mesmo tempo os monstros que habitam em nós, irrompem e vêm à tona.

Como você pôde perceber no post de hoje nós vamos abordar um assunto diferente, algo que ainda é um tabu para muitas pessoas, porém não deveria ser, pois é de extrema importância: A prevenção ao suicídio.

É preciso que a população se conscientize que nem sempre uma pessoa que está sorrindo está se sentindo bem, que depressão não é frescura, não é para chamar atenção, não tem a ver com religião e muito menos significa ‘falta de Deus’.

A depressão, que é uma das causas do suicídio, é uma doença cientificamente comprovada, descrita no CID 10 F32 (Classificação Internacional de Doenças) e ela tem tratamento.

A importância de falar sobre esse assunto

Segundo a OMS, o suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos. De acordo com o Ministério da Saúde, o suicídio é uma das 20 causas que mais matam no mundo.

Cerca de 800 mil pessoas são vítimas delas próprias todos os anos. Ainda segundo o Ministério da Saúde, cada pessoa que se suicida afeta outras 135 pessoas, no mínimo, derrubando o primeiro dominó de uma imensa fileira que irá desencadear sofrimentos intensos.

Para cada pessoa que comete o suicídio, outras 25 tentam. No Brasil são registrados cerca de 12 mil suicídios por ano. Mais de 90% dos casos de suicídio estão atrelados a distúrbios mentais ou uso excessivo de substâncias químicas.

O dia 10 de setembro foi escolhido como o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, mas é importante que essa prevenção seja feita o tempo todo.

Como ajudar?

Prevenir o suicídio é sim uma missão governamental mas, é primordialmente uma missão de toda a sociedade.

Todos nós somos responsáveis por alguém. Todo mundo é filho, amigo, ou irmão de alguém. Não basta olhar para o lado, é necessário sentir junto.

É importante estarmos atentos para alguns sinais, aquela velha máxima de “quem fala não faz” é falsa. Quem fala, também faz.

Mas quem fala está, inconscientemente ou não, pedindo ajuda. Porém, nem todos têm força para expressar o que estão sentindo, por esse motivo ficar atento a outros sinais também é importante.

Segundo a Organização Mundial da Saúde pessoas que estão passando por esse problema apresentam tristeza profunda, irritabilidade, falta de vontade para realizar ações simples, choro frequente, entre outros.

Além disso é preciso estar atento com algumas frases e mensagens ditas por pessoas depressivas, isso pode ser um alerta para um possível suicídio, tais como:

  • Eu só queria dormir e não acordar mais;
  • Eu queria que tudo isso acabasse;
  • Vou deixar vocês em paz;
  • Eu não aguento mais;
  • Eu sou um peso para a minha família;
  • As pessoas vão ficar mais felizes sem mim.

Ouvir quem está passando por isso é a melhor solução. Esteja sempre disponível para conversar, mantenha o contato. Incentive a pessoa procurar ajuda profissional e proteja caso haja perigo imediato.

Se você estiver passando por isso…

Existem diversas ferramentas que servem de apoio para pessoas que se sentem sozinhas. O Centro de Valorização da Vida é um deles, o atendimento pode ser feito por telefone ou por chat web, a partir do site https://www.cvv.org.br/ ou pelo número 188.

“Acolher sem criticar, conversar sem julgar, compreender os sentimentos daqueles que passam por momentos de tristeza, ansiedade, medo ou sensação de solidão fazem parte da filosofia do CVV, mas todos podem incorporar essas atitudes no seu dia a dia. Com um amigo, um colega de trabalho, um familiar… com quem esteja precisando ser profundamente escutado.”

O acompanhamento com um profissional psiquiatra ou psicólogo também é imprescindível para garantir a saúde mental.

Saiba que você não está só!

Todos sabemos que viver nem sempre é fácil.  Precisamos reaprender a olhar a vida e o mundo. Existem maravilhas em cada flor que desabrocha, em cada sorriso de criança. Há um tempo, para todas as coisas…

Embora nesse momento você possa estar achando que não, você é sim muito importante. Esses sentimentos de achar que não vale a pena continuar a viver podem ser insuportáveis, além de muito difícil saber como superar, mas há ajuda disponível, busque informações, converse abertamente sobre suas emoções com alguém que confie, seja sua família ou amigos. Você não precisa passar por isso sozinho.

Não tenha vergonha. Peça ajuda, você pode precisar de alguém que te acompanhe.

“A fala auxilia no entendimento dos sentimentos, na compreensão do que se passa dentro de si.” (https://www.setembroamarelo.org.br/)

Ano passado eu morri, mas esse ano eu não morro…”

Emicida – AmarElo (Sample: Belchior – Sujeito de Sorte) part. Majue e Pabllo Vittar