5 estratégias de marketing digital para bares e restaurantes! | GoOut

5 estratégias de marketing digital para bares e restaurantes!

Propaganda é a alma do negócio! Com certeza você já ouviu essa frase não é mesmo? A divulgação do empreendimento é o coração da empresa e deve ser planejado com estratégia e consistência. Principalmente, quando falamos do segmento de bares e restaurantes.

Investir em estratégias de marketing digital é de suma importância! Resumidamente, essa tática é um conjunto de ações que uma empresa executa de maneira online, com o objetivo de atrair mais clientes e desenvolver uma identidade da marca.

Através de técnicas bem implementadas o estabelecimento consegue atingir um grande número de pessoas e reputação na área. Tudo isso de maneira eficiente e barata.

Portanto, continue lendo e conheça as 5 estratégias de marketing digital para bares e restaurantes! Uma excelente oportunidade para destacar-se da concorrência.

1 – Site responsivo – a base do marketing digital

Bares e restaurantes também precisam ter um site responsivo, assim como toda a empresa que deseja crescimento e expansão. Pois, ele é a base das estratégias de marketing digital.

Por meio dele é possível fornecer informações importantes sobre o estabelecimento, gerando mais autoridade e credibilidade ao local. Aliás, quando falamos na criação de um site é importante abordar 3 fatores fundamentais: responsividade, blog e otimização em Seo.

Responsividade

O primeiro fator a ser levado em conta é a responsividade do site, ou seja, ele precisa se adaptar a tamanhos diferentes de tela. Seja no computador, tablet ou smartphone a qualidade e a experiência do usuário precisa ser a mesma.

Blog

O segundo, é anexar um blog com conteúdos relevantes a sua audiência ao site do estabelecimento. Esse, é um projeto que costuma levar resultados de médio a longo prazo.

Através dele a empresa atrai e retém clientes por meio de postagens de qualidade e de interesse do público. Uma excelente ideia é abordar sobre os pontos turísticos da cidade, eventos, baladas, dicas e indicações de drinks e pratos!

Otimização em Seo

Já o terceiro fator que precisa ser considerado é a otimização do site em Seo. Pois, esse é um conjunto de atividades realizadas para melhorar o posicionamento da página nos mecanismos de busca.

Em síntese, o termo Seo (Search Engine Optimization), significa otimização para os motores de buscas. Em outras palavras, é um agrupamento de estratégias que influenciam os algoritmos dos buscadores a definir o posicionamento de uma página, de acordo com a palavra-chave pesquisada.

2 – Página do Facebook

A segunda estratégia de marketing digital para bares e restaurantes é uma presença no Facebook através da página empresarial! É fundamental divulgar o seu negócio nessa rede, já que ela é uma fonte de pesquisa do público.

Nela, é possível associar dados como endereço, avaliação do estabelecimento, classificação e opinião de outras pessoas que já visitaram o local. Além disso, o proprietário consegue divulgar a página do negócio por meio de publicações patrocinadas, atingindo exatamente o tipo de público desejado.

Eventos no Facebook

Os eventos no Facebook também são estratégias que trazem muito resultado, pois traz um senso de urgência e gera expectativas. Portanto, planeje um momento especial por mês ou semana para criá-los!

Eles podem ser comemorações como shows, rodízios, descontos, datas especiais, entre outros. O importante é que o consumidor saiba com exatidão o que vai acontecer e que o evento seja bem estruturado.

3 – Instagram

O Instagram é a rede social mais usada para divulgar fotos e que gera bastante engajamento. Aliás, ele é a preferência para compartilhar bons momentos e espalhar felicidade.

Como é um aplicativo especialmente para fotos, ele conta com recursos e ferramentas para recorte e filtros. Além de outras ferramentas que podem ajudar na divulgação do estabelecimento, como: stories, enquetes, caixinha de perguntas, vídeos de até 10 minutos no IGTV e lives para fazer transmissões ao vivo.

4 – Google meu negócio

Empreendimentos locais precisam ter presença marcada no Google meu negócio. Ele é uma plataforma gratuita para as empresas terem uma influência digital no Google e no Google Maps.

Assim, por exemplo, quando um usuário na internet fizer a pesquisa no buscador pelo termo “Bar em São Paulo” aparecerá todos os bares da cidade cadastrados, informando endereço, hora de funcionamento, telefone e fotos.

Inclusive, os visitantes podem avaliar o local e fazer comentários. Também é possível indexar um botão para colocar o endereço do site, ou abrir o Google Maps para direcionar o usuário até o local.

O ideal é usar nomes facilmente identificáveis, para o termo ser encontrado no máximo de buscas possíveis. Outro destaque é que o Google meu negócio disponibiliza dados importantes para analisar métricas e resultados.

Na aba insights, você encontra os dados demográficos sobre os usuários que descobriram o estabelecimento, quais foram as ações executadas e informações sobre os horários e dias que possuem maior movimento.

Além disso, a plataforma disponibiliza a criação de um site básico aos negócios cadastrados. Nele há a opção para colocar botões de ligar, enviar mensagens e ver rotas no mapa.

5 – Aplicativos de nicho

A presença de bares e restaurantes em aplicativo de nichos ajudam a aumentar as vendas, divulgar e gerar reconhecimento ao estabelecimento.

Essa ferramenta de marketing digital é fundamental na estratégia e eleva as chances de capturar pessoas que estão interessadas em novidades, lugares para conhecer e diversão. O destaque é que os clientes podem deixar uma resenha informando sobre como é o local.

Marque a presença do seu estabelecimento com o aplicativo GoOut

O aplicativo GoOut localiza bares, restaurantes, baladas e eventos de uma região

Os donos do estabelecimento podem divulgar fotos, cardápios, promoções, horários de funcionamento e informações importantes como formas de pagamento, estacionamento, área kids e outros serviços.

A conta Premium disponibiliza maior destaque dentro do aplicativo, sendo possível divulgar happy hour, programações detalhadas e até fazer promoções exclusivas. Além disso, o seu bar ou restaurante aparecerá sempre como prioridade na página inicial.

Em síntese essas são as melhores estratégias de marketing digital para bares e restaurantes.

Gostou da novidade? Em breve o aplicativo GoOut estará disponível gratuitamente para Android e IOS!


Foque no que realmente importa

Não desvie para o que não gera valor

Apesar de parecer clichê de cursos e manuais de gestão, manter o foco voltado para o que realmente importa é um grande diferencial competitivo nos negócios e na vida.

Permita-me começar com uma afirmação um tanto mais forte: todo preguiçoso sempre diz que o sucesso de alguém foi sorte, ou então que esta pessoa "leva jeito" para a coisa.

O sucesso é visto por muita gente como consequência de uma condição prévia favorável. Você já deve ter presenciado situações em que ouviu alguém falar que o dinheiro sorri para determinadas pessoas.

Mas a verdade é que o dinheiro não sorri para ninguém. Ele é simplesmente o resultado da capacidade de dominar um ofício e o executar com excelência.

Para dominar um ofício e obter sucesso com ele, é preciso sacrifício. Isso é assim porque não se trata somente de "levar jeito" para as coisas.

Mesmo com algum talento ou aptidão, as pessoas de resultados superiores, praticam exaustivamente e chegam o mais perto possível da perfeição.

E para praticar com afinco e determinação, de forma que cheguem à excelência, as pessoas necessitam de muito foco e muita força de vontade.

Vamos falar sobre isso...

Direção e disciplina ajustados

Escolhas certas e um planejamento bem feito são os primeiros passos para o resultado desejado. Execução com alto grau de esforço e atenção aos detalhes é garantia dele.

Como você pretende estar com seu negócio em dois, cinco, ou dez anos? Eu tenho certeza que você já ouviu esta pergunta antes.

Para chegar lá, você conta com fatores como sorte, destino, vontade e desejo? É provável que sim, como a grande maioria de nós fazemos, o que não tem nada de errado nisso. Errado é quando você para por aí.

Quais escolhas você está fazendo hoje para garantir que seu estabelecimento obtenha o sucesso planejado? Escolhas diferentes levam a resultados diferentes.

Seja o que você decidiu, no tempo que estabeleceu, uma coisa é certa: você primeiramente terá que se esforçar.

Além disso, é necessário deixar bem claro que não para por aí...

ESFORÇO APENAS NÃO É SUFICIENTE!

É preciso disciplina e atenção aos detalhes. Você já deve ter ouvido aquele ditado que diz que o diabo mora nos detalhes, não foi?

Pois é, chegamos então no ponto central da discussão: como garantir foco intenso naquilo que está executando?

A importância e forma correta de manter o foco

Não se deixe levar pela tentação de fazer aquilo que é mais fácil, ou a urgência da última hora.

O tempo está passando e graças à modernidade e tecnologia vivemos a sensação de que a velocidade se sobrepõe a tudo. Estamos sempre pensando no próximo compromisso, na próxima atividade, no que é necessário fazer depois.

O mundo cotidiano oferece uma enormidade de motivos para desviar a atenção e deixar de fazer o que gera valor para você e seus negócios.

Neste contexto, é normal você estar constantemente tentado a sempre fazer aquilo que demanda menos esforço, a procrastinar as tarefas mais difíceis.

Portanto, além de metas claras e atingíveis, é importante que você seja suficientemente chato consigo mesmo para conseguir realizar cada uma das tarefas a que se propõe.

Isso é que é ter foco.

Aqui vão algumas dicas valiosas para organização de tarefas e aumento da capacidade de concentração:

  1. Estabeleça metas realistas: pequenas conquistas mandam uma mensagem para seu cérebro que você está evoluindo, dificultando a tentação de se render a desculpa do fracasso. O fracasso é, algumas vezes, uma zona de conforto.
  2. Coloque tempo para as tarefas: você precisa dimensionar qual tempo necessário para executar cada tarefa e se manter fiel a este contrato pessoal. Use o tempo reservado apenas para a tarefa proposta.
  3. Seja "fiscal" de você mesmo: depois de ter estabelecido o tempo de execução de uma atividade, fique sempre alerta e não faça nada além daquilo.
  4. Mantenha a "atenção periódica": isso significa quebrar seu tempo em etapas. Ou seja, ao invés de estabelecer 2 horas seguidas para, por exemplo, fazer o planejamento financeiro de seu restaurante, faça isso em ciclos mais curtos de 30 ou 40 minutos, com intervalos de poucos minutos.
  5. Evite distrações: celulares sempre longe e com todas as notificações desligadas. Evite também manter aberta mais de uma aba do navegador da internet, ou arquivos que não são relacionados à tarefa. Existe sempre um risco de você correr os olhos para estas distrações quando estiver em algum momento mais "chato" ou difícil
  6. Aceite e se acostume a fazer trabalhos chatos: não procrastine. A conquista de objetivos, na maioria das vezes, requer momentos e ações burocráticas como análises, estudos, ordens, acompanhamentos e muito mais.
  7. Intervalos: não apenas durante tarefas, como também no dia-a-dia. Reserve momentos de lazer e momentos para fazer coisas que não tem nada a ver com seu trabalho. E aproveite este momento, não faça nada relacionado à sua atividade.

E quais são de fato as vantagens e tomar nota e seguir todos estes passos?

O que você ganha em manter o foco

Só você sabe o quanto é precioso o seu tempo.

O cérebro humano pode se dividir em várias atividades, mas a energia é sempre a mesma. Ao se dividir em várias atividades, você certamente vai diminuir a intensidade do seu foco.

É biologicamente impossível o cérebro humano se concentrar em todas as tarefas ao mesmo tempo.

Resultado disso?

Ao não focar integralmente naquilo que você precisa fazer, você vai ter uma "certa" atenção no e-mail, uma "certa" atenção no WhatsApp, uma "certa" atenção nas redes sociais, e por aí vai...

E você vai perder o foco em cada um destes.

Então, você vai ter que aumentar as horas de trabalho, porque as tarefas não vão deixar de existir. Todas elas vão surgindo, uma em cima das outras.

E é  aí que você vê o seu tempo passando e perdendo o valor.

Nunca se dormiu tão pouco como atualmente, nunca fomos paras as férias tão tensos com as coisas que temos que fazer ao voltar, nunca chegamos ao final do domingo com tamanha preocupação ao pensar que a semana está chegando.

Falta de foco faz aumentar o cansaço e o desânimo.

Por isso o GoOut está aqui para reforçar para você a importância do foco nas suas atividades.

Cuide para que não haja muitos momentos distração e foque no que realmente importa. Assim como você prepara tudo para seus clientes, com muito cuidado e carinho.


7 dicas de organização financeira para colocar em prática

7 dicas de organização financeira para colocar em prática!

 A organização financeira além de ser essencial para o controle do estabelecimento é uma grande aliada no processo de decisão. Pois, a falta desse procedimento leva a perca de controle do caixa e o proprietário não sabe com exatidão os valores que entram e saem.

Segundo uma pesquisa do Sebrae, a taxa de mortalidade de pequenas e médias empresas atinge o patamar superior a 40%. Os dois motivos que merecem destaque por gerar essa quebra são: falta de organização financeira e má administração de recursos.

 Se antes para administrar financeiramente um bar e restaurante já era essencial, agora com a crise na área de lazer e entretenimento organizar com inteligência e estratégia é questão primordial!

 Além do mais, é de suma importância ter um responsável pela administração dos recursos, que seja confiante e responsável, para auxiliar o proprietário no seguinte objetivo: reduzir as despesas ao máximo e aumentar a receita.

 Se você se encontra meio perdido, levando sérios prejuízos por falta de gestão e planejamento, continue lendo e saiba 7 dicas de organização financeira para colocar em prática!

1 – Mantenha o fluxo de caixa sempre atualizado

 Você tem o costume de registrar as despesas do seu estabelecimento no exato momento? Aliás, a palavra “costume” nem deve ser utilizada mais sim “o dever”. É obrigação do empreendedor registrar todos os valores que entram e saem na hora que ocorrem.

 Através dos relatórios diários é possível ter a visão completa do negócio, podendo mensurar os ganhos e perdas. Em outras palavras, o fluxo de caixa é a base da movimentação financeira.

 Por meio desse controle o proprietário do estabelecimento tem mais segurança nas ações tomadas. Por esse motivo, os registros precisam ser diariamente e é necessário que haja análises frequentes.

 Pode-se afirmar que o fluxo de caixa é o indicador que mostra com exatidão as prioridades e o que pode ficar para depois, de acordo com o faturamento obtido pelo estabelecimento.

2 – Não confunda lucro com caixa

 Não confunda o lucro obtido em um período com o saldo do caixa, esses dois termos não são a mesma coisa. Em suma, o lucro está ligado ao resultado econômico de geração de riqueza do estabelecimento. o termo caixa se refere a quantidade de recursos financeiros que são extraídas da operação e organização.

 Para saber o valor do lucro do bar ou restaurante é preciso analisar a DRE (Demonstração de resultado do exercícios), e os dados do caixa no Demonstração do Fluxo de Caixa.

 É importante ressaltar que o dinheiro do Caixa não pode ser confundido com o lucro do negócio. Pois eles possuem finalidades diferentes: enquanto o primeiro se destina a cobrir custos da empresa, o segundo é distribuído entre sócios e proprietários.

3 – Separe as contas empresariais das pessoais

 A terceira dica sobre organização financeira é um dos erros que mais levam o estabelecimento ao fracasso. As contas empresarias não devem ser misturadas com as pessoais.

 Os recursos obtidos pela empresa não podem ser utilizados para fins pessoais. Esse procedimento não se caracteriza como algo ilegal, no entanto, gera desorganização e déficit nas contas operacionais.

 O dinheiro do estabelecimento deve ser usado para despesas, recursos e melhorias. Ademais, as necessidades pessoais dos sócios e proprietários devem ser registrados com o pagamento de dividendos ou retiradas.

4 – Construa uma reserva financeira para o estabelecimento

 As reservas financeiras são necessárias para situações inesperadas no futuro e é fundamental para planejar e concretizar projetos. Ou seja, esse recurso é para ser usado quando realmente for preciso.

 Sempre acontecem gastos inesperados, como um equipamento que quebra ou um cano que estoura. Quando menos dívida o seu negócio adquirir para cobri-los maior será o lucro.

5 – Separe o capital de giro do capital para investimentos

 Outro ponto a destacar é a habilidade do empreendedor separar o capital de giro do capital para investimento, visto que os investimentos no estabelecimento não podem ser feitos com o capital de giro, isso leva a uma grande desordem e podem trazer sérios prejuízos.

 O capital de giro é usado com a finalidade de girar a economia da empresa, e o prazo de retorno é bem curto, cerca de 30 a 90 dias. Enquanto o capital de investimentos demora mais tempo parar gerar retorno e é responsável por aumentar os lucros do negócio a médio e longo prazo.

6 – Corte gastos desnecessários

Como já foi mencionado no início, a finalidade da organização financeira é minimizar as despesas e potencializar as receitais, gerando o maior número de lucro para a empresa possível.

Portanto, é necessário cortar os gastos desnecessários. Nesta etapa, defina quais são as prioridades para destinar o capital no que realmente é essencial ao empreendimento.

A partir das análises contábeis você consegue mensurar os gastos e tomar as melhores ações, cortando os gastos desnecessários ao funcionamento do estabelecimento.

7 – Não abra mão da ajuda dos consultores

 Para finalizar o nosso assunto, para ter melhor desempenho e sucesso com o seu estabelecimento não abra mão da ajuda de consultores especializados. Pois, algumas particularidades da gestão financeira precisam de conhecimentos específicos.

 Desta maneira, mesmo seguindo as dicas dessa matéria se você sentir dificuldades entre em contato com profissionais experientes para lhe auxiliar na gestão do negócio.

 No entanto, sabemos que conhecimento é poder e quanto mais domínio financeiro o empreendedor tiver, maior será a possibilidade de crescimento e implementação de melhorias. Por esse motivo, esteja sempre atento para desenvolver habilidades nessa área!

Conclusão

 Organização, controle e planejamento são três pilares fundamentais para alavancar o lucro de uma empresa. Além de atrair os recursos com campanhas de divulgação é preciso saber administrar muito bem o capital.

Todas as movimentações precisam ser registradas e mensuradas, inclusive é de suma importância não se misturar as despesas pessoais com a despesas da empresa. Em pequenos negócios, esse hábito é muito comum e deve ser descartado urgentemente!

 Em síntese, essas são as melhores dicas sobre organização financeira que você pode começar a colocar em prática agora! Gostou desse conteúdo? Então compartilhe nas suas redes sociais!


Alavancagem de vendas: o que é e como aplicar

Alavancagem de vendas: o que é e como aplicar

Todo empreendedor deve ficar atento às mudanças no comportamento do seu consumidor. Assim sendo, é necessário que se estude estratégias de alavancagem de vendas que visem aumentar os lucros do estabelecimento com base na dinâmica do cliente.

Para te ajudar nesse desafio, escrevemos neste artigo, as principais dicas de marketing e como fazer seu negócio prosperar, principalmente se estiver atuando no mercado de comidas e bebidas.

Promoções e descontos são fundamentais para atrair uma boa clientela e potencializar a alavancagem de vendas

Se o empreendimento é um restaurante ou lanchonete, é bom pensar em desenvolver um plano de promoções e descontos para ele. Quem frequentar o estabelecimento, irá sentir-se atraído em fidelizar seu consumo ali, pois perceberá que o local lhe oferece vantagens adicionais.

Dê um bom treinamento à sua equipe

Uma equipe que trabalha de maneira orquestrada, fará o estabelecimento funcionar de forma dinâmica e eficiente. Um bom treinamento deixará, igualmente, sua equipe capacitada para lidar com situações de crise. Eles saberão agir mediante as situações com soluções rápidas, práticas e eficazes. 

Certamente é importante que o líder seja alguém bem preparado para gerir o estabelecimento, uma vez que, a partir de suas ordens e tomadas de decisão, os funcionários agirão no sentido de alcançar determinado objetivo.

Em um restaurante, por exemplo, é importante que os garçons estejam preparados para atender as mesas rapidamente, bem como manterem-se atentos se os clientes estão precisando de mais alguma coisa. Quanto mais atenciosos forem os funcionários, maior será a satisfação da clientela e mais chances terá de voltarem a consumir ali.

A alavancagem de vendas está também no atendimento ao cliente

Uma das piores sensações é chegar a um restaurante ou lanchonete, cansado e com fome, e ainda ter de esperar por vários minutos um garçom dirigir-se a nossa mesa para realizar o atendimento. Esta é uma forma de perder clientes e atrapalhar sua alavancagem de vendas.

Treine seus atendentes para que, sempre que novos clientes chegem ao estabelecimento, possam dirigir-se imediatamente ao encontro deles, servindo-os da melhor forma possível. Um bom atendimento fará toda a diferença.

O garçom precisará tomar nota de todos os pedidos e fazer isso com destreza e organização. Anotar pedidos errados também é igualmente uma forma de deixar seu estabelecimento em desvantagem quanto à avaliação do cliente.

Torne o ambiente agradável

Uma estratégia comum, mas eficaz, de deixar qualquer ambiente mais aconchegante, é colocar para tocar uma boa música de fundo. Todo mundo gosta de estar em um local onde possa escutar músicas tranquilas enquanto conversa com os amigos, à espera da refeição.

Para deixar tudo ainda mais chamativo e com um toque de exclusividade, tente entrar em contato com artistas locais. Muitas vezes, esses artistas, principalmente em início de carreira, não cobram caro pela participação.

É uma troca: você deixa que eles apresentem-se no estabelecimento e, em contrapartida, eles irão entreter os clientes com um repertório de boas músicas e se autopromover. 

Serviço delivery para alavancagem de vendas

Uma oura forma de aumentar significativamente sua margem de lucros é oferecer um serviço delivery.

Entregar comida na casa dos clientes é algo que está bastante em alta, e você pode ter um lucro incrível ao oferecer esse tipo de serviço.

A decoração do ambiente favorece as vendas

Chegar em um ambiente bem decorado e climatizado é primordial para que um cliente decida-se por ficar ali e realizar sua refeição. Portanto, invista bastante nessa parte, pois um local bonito e devidamente organizado, com certeza chamará atenção de mais pessoas, aumentando a clientela.

Pense também se não seria uma boa ideia criar um espaço personalizado para crianças. Será um diferencial em seu estabelecimento. As crianças brincarão ali enquanto os pais conversam e realizam suas refeições com tranquilidade. Com isso, irá fidelizar clientes desse grupo, aumentando ainda mais sua alavancagem de vendas.

Participe de feiras gastronômicas

Se mora em uma região onde, com frequência, existem eventos de gastronomia, analise a possibilidade de inscrever seu estabelecimento neles.

Esta é uma forma de divulgar seu trabalho, chamando a atenção de um número maior de pessoas, e tornando o nome do seu restaurante, bar ou lanchonete ainda mais conhecido.

Muitos empreendedores alugam food trucks para expor seus pratos nessas feiras, uma vez que esse é um investimento relativamente baixo, mas rendem boas vendas.

Aplicativos gratuitos para o gerenciamento do seu estabelecimento

O GoOut é um aplicativo gratuito que está chegando no mercado, cujo objetivo é informar potenciais clientes acerca de questões como cardápio, estacionamento, programação, promoções e demais serviços de bares, restaurantes, lanchonetes e baladas.

Será fácil de ser instalado e funciona não apenas em Smartphones no sistema operacional Android, como também no iOS.

Para quem gerencia o estabelecimento, o GoOut será de grande ajuda, pois ele informa rapidamente aos clientes, fotos do local, menu, informações sobre a portaria, horário de funcionamento, programação do dia entre outras questões relevantes.

Isto poupará os funcionários de pararem suas atividades para oferecer aos clientes informações sobre wi-fi e estacionamento, por exemplo. Tudo isso beneficiará grandemente a alavancagem de vendas do seu negócio!


5 Dicas para fidelizar clientes e aumentar as vendas

5 Dicas para fidelizar clientes e aumentar as vendas

Fidelizar clientes é o objetivo de qualquer estabelecimento, isso porque retê-los traz inúmeras vantagens para o seu negócio.

Um cliente fiel sempre vai ver a sua empresa como a primeira opção e vai ser um consumidor frequente, consequentemente aumentando seu faturamento.

Além disso, o público fidelizado contribui para o marketing orgânico do seu negócio, indicando e falando bem do local para a família, amigos e conhecidos, inclusive nas redes sociais.

Existem diferentes formas de atingir esse objetivo, e é sobre isso que nós vamos falar no post de hoje. Continue a leitura e descubra algumas dicas para fidelizar clientes e aumentar as suas vendas.

1. Conheça a persona do seu negócio

 A persona é uma caracterização fictícia do cliente ideal de um negócio. Ela é feita com base em informações reais sobre os seus clientes, como comportamentos, motivações e preocupações.

Você precisa conhecer quem é o seu público-alvo e adaptar o seu negócio para atender as expectativas deles.

Adeque o ambiente de acordo com a proposta do estabelecimento. Tenha garçons descolados em pubs, nos restaurantes mais sofisticados procure oferecer um atendimento mais formal.

E ainda uma dica é fazer um cardápio criativo, no caso de bares a ideia é personalizar o cardápio com nomes de bandas de acordo com o estilo musical (rock, sertanejo...), adaptar com nomes de séries, personagens de filmes. Dessa maneira ficará divertido fazer o pedido.

Esses pequenos detalhes fazem com que os clientes tenham maior afinidade com o seu estabelecimento.

2. Construa um bom relacionamento com seus clientes

O relacionamento com o cliente pode ser construído com um bom atendimento, inclusive por pedidos delivery.

Ao enviar o pedido do cliente, reserve um tempinho para deixar uma mensagem de agradecimento, desejar um bom final de semana ou algo do tipo.

Aproveite que muitas vezes o nome do cliente fica visível nos aplicativos de entrega e adapte a mensagem com o nome dele, isso o fará se sentir importante para a marca.

3. Invista na experiencia do consumidor

Atualmente não basta ter um bom produto, o público deseja ser bem atendido e a fidelização dos clientes dependerá da experiência que eles tiverem no seu estabelecimento. 

Mantenha sempre os banheiros limpos e higienizados, tenha garçons e atendentes simpáticos, gentis e educados, não deixe o cliente esperando muito tempo para receber os pedidos e ainda, evite esquecer de anotá-los.

Ofereça cortesias como um cafezinho ou chá após o jantar, e em casos de datas comemorativas como aniversários, prepare algo exclusivo no seu estabelecimento.

Uma dica é presentar o aniversariante com uma sobremesa, como por exemplo cupcakes com velas para cantar parabéns. Certamente isso vai despertar nele o desejo de postar a ação nas redes sociais, gerando uma publicidade orgânica..

É muito importante ter disponível mais de uma máquina de cartão, pois caso surja algum imprevisto, e a máquina fique sem bateria ou fora de área não causará conflitos e nem constrangimentos.

Essas dicas se aplicadas, fazem com que os clientes fiquem mais à vontade, se sintam respeitados e mais íntimos do local.

4. Mantenha canais de comunicação ativos

Para manter um bom relacionamento com o cliente, primeiramente é preciso ter uma boa comunicação com ele.

Além do tradicional telefone, é ideal ter uma página do seu negócio nas redes sociais e ter também um Aplicativo de Mensagens Instantâneas para uso comercial.

Isso facilita a comunicação com o consumidor, permite a resolução de problemas e dúvidas, vendas e até mesmo reservas de mesas.

E ainda, para melhorar o entendimento com o consumidor, se o seu estabelecimento é localizado em uma região turística e que recebe clientes estrangeiros, lembre-se de fornecer treinamento para que os funcionários para que eles consigam fazer um bom atendimento para esse público.

Os canais de comunicação podem se tornar um excelente diferencial competitivo, além de estreitar os laços com os seus clientes.

5. Cartões fidelidade

Um cartão fidelidade é uma boa estratégia para retenção de clientes, mas para que ele funcione é preciso estabelecer uma recompensa atrativa, caso contrário não surtirá efeitos.

Essa estratégia consiste na elaboração de um cartão, onde por exemplo a cada 10 compras o cliente recebe uma gratificação, que pode ser descontos, produtos ou serviços. 

No caso de restaurantes o prêmio pode ser um almoço ou jantar grátis, e em barzinhos a recompensa pode ser uma porção de batatas fritas ou uma torre de chopp. Tudo vai depender da proposta do estabelecimento, do que será mais vantajoso para o seu negócio e ao mesmo tempo atrativo para os clientes.

Os cartões fidelidade são uma excelente forma de induzir o público a criar um vínculo com a sua empresa.

"A melhor propaganda é feita por clientes satisfeitos" - Philip Kotler

Considerações finais

Esperamos que após a leitura deste post você consiga implementar alguma ou todas as dicas no seu estabelecimento para ter mais clientes assíduos e satisfeitos.

Já falamos num post anterior da importância do treinamento de funcionários, (caso ainda não leu o artigo clique aqui). Ações básicas e simples como possuir um bom atendimento e ter um ambiente limpo e agradável já são uma boa parte do processo para reter consumidores e torná-los fiéis.

Agora, se você já faz ações para fidelização conta para gente nos comentários o que é e se tem surtido efeitos para o seu negócio.

 


A importância do treinamento de funcionários

A importância do treinamento de funcionários

O treinamento dos colaboradores visa alinhar todos na visão missão e valores da empresa. Ao mesmo tempo investir na educação corporativa aumenta o desempenho dos profissionais e consequentemente dos resultados da empresa.

O capital humano e social é um dos maiores ativos de uma organização. Por esse motivo é que o treinamento de funcionários é visto como um investimento e não como um custo para a instituição.

O sucesso de um estabelecimento não depende somente dos esforços dos gestores, mas também de toda a equipe que trabalha nele, como os garçons e cozinheiros.

Dessa forma mesmo que você esteja totalmente engajado, se os seus funcionários estiverem desmotivados os resultados não virão.

Continue a leitura e descubra por que capacitar os seus colaboradores é tão importante e veja algumas dicas para treinar os garçons e a equipe da cozinha.

Vantagens de treinar os funcionários para o estabelecimento

Colaboradores capacitados possuem maior conhecimento sobre o seu campo de atuação e realizam as tarefas com maior qualidade.

Garçons e cozinheiros bem treinados são mais produtivos, realizando as atividades em menor tempo.

Se eles estiverem bem capacitados e com total conhecimento sobre produtos e serviços, tem maiores condições de sanar todas as dúvidas dos clientes e consequentemente maiores chances de deixá-los satisfeitos.

Além disso, sabemos que a rotatividade de garçons geralmente é alta, por isso é importante proporcionar treinamentos, já que ajuda na retenção de talentos e diminui os custos com demissões.

Melhorar as habilidades dos funcionários para realizar as atividades, pode ter um impacto significativo nos resultados alcançados.

A educação corporativa melhora a motivação e engajamento das equipes, possibilitando a troca de conhecimentos e informações, e ainda diminui significativamente o número de retrabalho.

Como treinar a equipe da cozinha

Para que um restaurante tenha sucesso e boas avaliações, é necessário que a comida servida seja de qualidade e a equipe da cozinha seja eficiente. Confira abaixo alguns pontos principais que devem ser alinhados nesse setor.

Apresentação dos pratos

A forma com que o prato chega na mesa do cliente é muito importante, um consumidor primeiramente ‘come com os olhos’ e quando algo não está visualmente bonito as chances de insatisfação são maiores.

Portanto, capacite a equipe da cozinha para que saibam fazer uma boa apresentação dos pratos.

Normas de conduta

Para garantir que os pedidos cheguem sem erros e atrasos nas mesas dos clientes, é necessário estabelecer regras. Evitar o uso de celular e proibir conversas aleatórias que possam distrair a equipe.

Além disso, é crucial que todos os profissionais conheçam as normas da empresa, para evitar conflitos entre a própria equipe da cozinha ou até mesmo com os demais funcionários.

Aprimoramento

É necessário que os colaboradores estejam sempre buscando o aprimoramento pessoal e dos pratos desenvolvidos.

Acompanhar as tendências do mercado é essencial e as vezes pode ser necessário incorporar itens mais elaborados ao cardápio, principalmente em datas comemorativas como o dia dos namorados por exemplo.

Como treinar a equipe de garçons

Agora que a sua equipe da cozinha já está bem treinada, é importante capacitar também os garçons. Isso porque, mesmo que no seu estabelecimento tenham os melhores e mais saborosos pratos, se o atendimento for ruim, será pouco frequentado.

Confira a seguir algumas dicas para treinar os seus garçons.

Vocabulário

As palavras e frases clássicas de educação e cortesia como ‘obrigado’, ‘com licença’ e ‘boa noite’ devem fazer parte do vocabulário dos garçons. Além disso, oriente os garçons a nunca retirar os objetos ou sobras dos pratos da mesa sem antes pedir a autorização do cliente.

Expressões

Mesmo que eles sejam educados e falem as palavras citadas acima, de nada adiantará se as suas expressões forem de frustação ou impaciência. A entonação da voz também conta muito para a satisfação dos clientes, portanto o ideal é que sempre estejam receptivos e atentos mesmo perante alguma reclamação ou sugestão.

Padrão de atendimento

A postura dos garçons conta muito na impressão que os clientes terão sobre o seu estabelecimento. É importante que todos sigam um mesmo padrão de atendimento e estejam uniformizados (mesmo que seja algo simples como uma calça jeans e camiseta preta, por exemplo).

Possibilitar que os clientes identifiquem quem são os garçons facilitará muito para eles além de demonstrar maior organização.

Além disso, estabeleça um local estratégico para a permanência dos garçons onde eles possam visualizar as mesas e atenderem prontamente a algum chamado.

Considerações finais

Como você pôde perceber, investir no treinamento de funcionários do seu estabelecimento é essencial e muito vantajoso.

Independente do porte ou localização da empresa criar, um programa de educação corporativa é necessário para alcançar o sucesso empresarial mais rapidamente.

Por último, é importante ressaltar que os treinamentos devem ser feitos de forma contínua, dessa maneira as equipes se mantêm sempre atualizadas, capacitadas e trazendo a cada dia mais benefícios para o estabelecimento.


Negócios: Como se preparar para imprevistos financeiros

Negócios: Como se preparar para imprevistos financeiros

Imprevistos financeiros podem acontecer com qualquer um. Entretanto, no caso de empresas é preciso estar ainda mais preparado, já que os prejuízos podem ter proporções maiores.

Muitos negócios que estavam indo super bem antes da pandemia do Coronavírus fecharam suas portas por dificuldades financeiras. E os que ainda conseguem se manter, é porque estavam preparados ou se reinventaram.

No post de hoje nós vamos apresentar várias dicas para evitar que imprevistos financeiros afetem o funcionamento da sua empresa. Portanto, se você deseja manter seu negócio sempre no verde continue a leitura.

É possível evitar imprevistos financeiros?

A saúde financeira da sua empresa é muito importante. Ela precisa estar saudável em todos os momentos, caso o contrário, quando surgir qualquer eventualidade os prejuízos serão maiores, pois você já estará no vermelho e as chances de se recuperar sem apoio financeiro serão muito baixas.

Como o próprio nome já diz, os ‘imprevistos’ financeiros são situações inesperadas, como o desligamento de um funcionário, um carro de trabalho que quebrou ou um equipamento caro e importante que parou de funcionar.

Você não tinha como prever que isso aconteceria, por esse motivo não temos como evitá-los, mas temos como prevenirmos.

Confira abaixo algumas dicas para se preparar para os imprevistos financeiros.

Crie uma reserva de emergência

A reserva de emergência é uma quantia em dinheiro que você precisa ter para se manter em caso de imprevistos financeiros.

Esse valor guardado deve ser o necessário para garantir o funcionamento da sua empresa por no mínimo 6 meses, sendo ideal ter o suficiente para 1 ano.

Por exemplo, se você possui 5 mil de despesas todo mês, o valor da sua reserva de emergência deveria ser de 30 a 60 mil.

Agora você deve estar pensando “como eu vou juntar 30 mil para a reserva de emergência?”, calma... isso pode ser feito ao longo do tempo, guardando um pouco a cada mês até chegar no valor necessário.

É importante ressaltar ainda que, após você já ter feito a sua reserva para imprevistos financeiros é necessário que o valor dos gastos mensais seja sempre revisado ao logo do tempo.

Isso porque daqui 2 ou 3 anos talvez suas despesas tenham aumentado e o valor guardado pode não ser mais suficiente para garantir o funcionamento da sua empresa durante um momento de crise.

Evite gastos desnecessários

É preciso ter uma boa gestão na sua empresa para evitar que imprevistos financeiros causem grandes prejuízos.

Entre as funções do profissional escolhido para essa tarefa está evitar gastos desnecessários.

Mas você sabe identificar quais são eles? Veja a seguir alguns exemplos de despesas que somadas representam um alto valor no final do mês, mas que podem ser reduzidas

Renegocie com os fornecedores: Faça uma pesquisa de mercado e avalie se o valor que você está pagando é justo. Verifique com eles a possibilidade de descontos ou condições especiais de pagamento. Essa etapa é fundamental para o sucesso da empresa, uma negociação bem sucedida pode aumentar consideravelmente a sua margem de lucro.

Evite desperdícios internos: Reutilizar folhas de papel como rascunho, solicitar que cada funcionário utilize a própria caneca em vez de copos descartáveis e deixar todos os equipamentos desligados após o final do expediente são pequenas ações que reduzem os gastos no final do mês.

Compre certo: Existe um ditado que diz que ‘brasileiro deixa tudo para última hora’. Porém, esse hábito pode trazer prejuízos financeiros. Ao deixar para comprar coisas em cima da hora você perde a chance de realizar cotações e vai acabar adquirindo a um custo mais alto. Adote um planejamento de compra para evitar que isso aconteça.

Gaste certo: Mais importante do que comprar certo é gastar certo. Antes de realizar compras analise a quantidade para evitar comprar itens em excesso ou que não vão ter utilidade. Por exemplo: É mais vantajoso alugar um equipamento que será usado apenas uma vez do comprá-lo.

Valorize seu estoque: Não se esqueça da regra PEPS (Primeiro que Entra, Primeiro que Sai). A probabilidade de perder uma mercadoria devido ao prazo de validade é bem menor. Manter o estoque organizado é essencial para o controle de mercadorias, evitando compras desnecessárias e desperdícios.

Considerações finais

Esperamos que essas dicas tenham sido úteis para o seu negócio e ajudem você a estar preparado para enfrentar os imprevistos financeiros sem afetar o funcionamento da sua empresa.

Você já tem uma reserva de emergência? Pretende fazer?

Conta para gente nos comentários!


Dicas de fotografia para divulgar seu estabelecimento

Dicas de fotografia para divulgar seu estabelecimento

Uma imagem fala mais que mil palavras, quantas vezes você já foi visitar um local ou saborear uma refeição somente por causa de uma bela foto?

Tirar fotos profissionais é uma maneira eficaz e barata para divulgar o seu estabelecimento. Além do mais, as fotos compartilhadas com o público trará mais valor ao seu serviço. Ademais, o seu estabelecimento se tornará destaque da concorrência!

As palavras “fotos profissionais” provavelmente deve soar um pouco estranho, fazendo você pensar que será necessário contratar um fotógrafo. No entanto, não é nada disso. Pois, apenas com o celular e algumas dicas é possível criar imagens incríveis.

Então, continue a leitura e anote essas 9 dicas para fazer fotos bonitas e divulgar o seu estabelecimento.

9 dicas para tirar fotos bonitas e divulgar o seu estabelecimento

1 – Quanto mais pixel maior é a nitidez

O primeiro ponto é avaliar a quantidade de pixels que a câmera possui, pois quanto maior ele for mais as imagens sairão fidedignas. O importante é que as fotos estejam nítidas e com qualidade.

Seguidamente, antes de começar a captura limpe a câmera do seu celular e configure a resolução para atingir o máximo de nitidez.

2 – Ajuste o foco

Previamente à sequência de cliques do seu estabelecimento ou daquele prato maravilhoso, preste atenção no foco da câmera. Prefira o manual, ao invés do automático. Uma vez que, esta última opção poderá dar ênfase em objetos e cenários desnecessários.

3 – Iluminação Ideal

A iluminação é o quesito chave que garantirá uma imagem impecável. Deste modo, para registrar os melhores momentos do seu ambiente a luz precisa ser abundante. Ou seja, quanto mais iluminado o local estiver mais bonitas e nítidas serão as fotos.

Além disso, a iluminação ideal precisa estar em volta do objeto ou cenário a se fotografar e não diretamente em cima. As luzes fortes, sem desvios no foco da imagem a se registrar, causa sombras e reflexos. Esteja atento a este detalhe.

A claridade pode ser tanto natural quanto artificial. Porém, a primeira proporciona imagens com mais visibilidade. Então, aproveite a luz do dia para fotografar pratos, sobremesas e drinks!

Já para os momento noturnos vale apena investir em acessórios como o Ring Light, uma iluminação de LED e de custo bem baixo. Este apetrecho proporciona uma claridade eficaz, não faz sombras sobre a imagens e se você fotografar os seus clientes a pele sairá com mais uniformidade.

4 - Não use flash e o zoom digital para fotografar comidas e bebidas

A quarta é manter o flash juntamente com o zoom digital da sua câmera desligados.

Como já foi mencionando, a qualidade da imagem depende da quantidade de luz. Contudo, o flash deixa as imagens feias e com cores não naturais.

Inclusive, quando usado para fotografar comidas cria brilhos e sombras diferentes do real. Deste modo, o cliente não poderá ver a cor verdadeira do prato.

Já o zoom da câmera distorce a imagem, a consequência é uma aparência ruim. Sendo assim, usar o zoom e o flash para registrar objetos resulta em fotos nada atrativas e pouco profissionais.

 5 – Cenários atrativos

Capture os cenários atrativos do seu estabelecimento, além disso observe o fundo para ver se não há algum objeto desnecessário. Senão, você tirará o foco da mensagem que deseja passar.

Ressalte através das imagens o diferencial do seu estabelecimento. Inclusive, você pode montar uma mesa incrível com os seus melhores pratos e drinks para divulgar algumas fotos que dão água na boca.

Uma excelente ideia para bares e restaurantes é registrar diferentes cenários, incluindo as mesas, decoração, comidas, drinks, fachada do seu estabelecimento, palco, lustres e clientela.

Já quando for fotografar pratos de comida vale a pena fazer aquela decoração especial. Experimente fazer cliques de lado e pratos sendo montados, seguindo todas as dicas citadas aqui.

6 – Fotografe o seu estabelecimento sempre com a câmera na horizontal

É comum quando vamos tirar fotos com o celular usar a câmera vertical na maioria das ocasiões.

Entretanto, este é um equívoco e para fazer imagens de qualidade registre sempre as suas fotografias com a câmera na horizontal. Pois, assim você conseguirá fazer um melhor enquadramento, além de aproveitar o espaço e o cenário a volta do objeto principal.

E não se esqueça de usar sempre as duas mãos para evitar fotos tremidas!

7– Ative o modo HDR durante o dia e desative à noite

O recurso HDR presentes nas câmeras dos celulares aumenta a qualidade das fotos, conseguindo capturar imagens com cores mais vibrantes e criar um contraste incrível.

Desta maneira, ele irá capturar uma sequência de 3 fotos automaticamente e fazer a combinação com os melhores aspectos. Assim, será apresentado a imagem com a maior qualidade.

Evite usar este recurso apenas quando fotografar à noite, pois neste caso o modo HDR surte o efeito contrário.

8 - Experimente ângulos diferentes

A oitava dica para fazer imagens incríveis do seu estabelecimento é experimentar ângulos e distancias diferentes para registrar o ambiente.

Principalmente, ao fotografar a clientela, decoração e fachada. Ou seja, evite fazer cliques retos demais explore todas as perspectivas.

9 – Enquadramento perfeito

Por fim, use as grades da câmera do celular para enquadrar o objeto desejado exatamente no centro.

Elas aparecerão como linhas para dividir o cenário de maneira explícita, permitindo que você capture o melhor ângulo do ambiente. Ideal para registrar imagens de pratos e drinks.

Finalizando o assunto

As imagens do seu bar ou restaurante serão o diferencial para atrair novos clientes, especialmente nos dias atuais que vivemos conectados em múltiplas telas.

Estas são as melhores dicas para tirar fotos e divulgar o seu estabelecimento. Então, selecione cenários e pratos deslumbrantes, colocando-as em prática.

Com o aplicativo GoOut você pode compartilhar cliques profissionais e irresistíveis do seu estabelecimento, pratos sofisticados, drinks e muito mais. Portanto, comece já a fazer o seu planejamento de fotos para atrair mais clientes.


11 de agosto é também o Dia do Garçom, você sabia?

No Brasil, o dia 11 de agosto é um dia em que comemoramos o Dia do Garçom, o Dia do Advogado e o Dia do Estudante. E nós do GoOut vamos mostrar para você curiosidades e porque nosso Garçom querido é tão importante para nós!

A origem da profissão de garçom

A palavra “garçon” em francês, significa “rapaz ou garoto” e os brasileiros passaram a adotar essa palavra, “traduzida” para o português como “Garçom”, para o funcionário responsável em atender as mesas de um bar ou restaurante. Isso aconteceu pois os brasileiros associavam essa palavra ao ver os franceses chamando de garçon os rapazes que atendiam às pessoas. Foram justamente os franceses os primeiros a reconhecerem a profissão, no século XVIII.
Se pensarmos bem, bem antigamente quando ainda existiam as tabernas, a função do garçom era exercida pelo proprietário do local e sua família. Com o avanço da urbanização, fez-se necessário a contratação de outras pessoas para auxiliar nos atendimentos. Esse fato já é um indicador para nos mostrar a importância e confiança que o profissional exerce no estabelecimento, antes comendado apenas pelas pessoas da própria família, sendo agora ele também um dos responsáveis pelas sucesso ou não do seu local de trabalho, pois com as informações certas, momento oportuno e muito carisma, é um dos grandes responsáveis pelas vendas realizadas.

Dia do advogado, do garçom e do estudante – coincidência?

O motivo do dia 11 de agosto ser considerado o dia do garçom é desconhecido, mas podemos imaginar que a data foi assim definida principalmente por ser também o dia do advogado.
Mas o que isso tem a ver?
No dia 11 de agosto de 1827, D. Pedro I instituiu no Brasil os dois primeiros cursos de ciências jurídicas e sociais e esta data ficou marcada como o primeiro passo para o desenvolvimento da área jurídica no Brasil.
Porém, como todo brasileiro gosta de uma comemoração, para celebrar a instituição desses cursos jurídicos, os próprios comerciantes da época passaram a homenagear os estudantes de direito oferecendo a eles, todo ano nesta data, refeições de graça em seus estabelecimentos.
Claro que à medida que o tempo foi passando, a quantidade de alunos aumentou e os estabelecimentos não quiseram mais fazer “fiado” aos estudantes. Os estudantes por sua vez, ainda queriam esse presente, e passaram a pedir para que os estabelecimentos então “pendurassem” a conta do que foi consumido. Por isso que nessa mesma época, na década de 30, os estudantes da Faculdade de Direito do Largo São Francisco oficializaram o dia 11 de agosto também como o Dia de Pendura.
Logo notamos os três protagonistas desta data: os estudantes, o profissional que eles irão se tornar – o advogado, e o garçom, responsável por organizar toda a bagunça.

E assim nos perguntamos, quais os requisitos necessários para ser um garçom?

Os garçons estão presentes em restaurantes, bares, festas e eventos e apesar de não existir uma formação necessária para ser um garçom, é imprescindível que o profissional seja alfabetizado (para poder anotar os pedidos) e que tenha capacidade de observação e organização, paciência, disponibilidade de horário, responsabilidade e simpatia.
Além disso, hoje em dia estão disponíveis no mercado cursos de especialização e treinamentos que passam ao profissional da área, desde conhecimentos sobre como atender melhor os clientes e/ou convidados até especializações em comidas ou bebidas.
O SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), assim como outros cursos que você pode encontrar pela internet, inclusive de forma online e gratuita, oferece um desses cursos de especialização para a profissão. Se você quiser saber mais, acesse o site clicando aqui.

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho para os garçons acompanha o crescimento dos setores de lazer e alimentação e as opções de serviços são muito amplas. Se o profissional for disposto, disciplinado e proativo, certamente encontrará seu lugar nessa profissão.

Garçom amigo

Nos tempos atuais, o proprietário do estabelecimento deve considerar fortemente o investimento em sua equipe de garçons, pois além das funções básicas de anotar os pedidos, retirar os restos de comida e louças e deixar a mesa limpa para que outros clientes possam utilizá-la, é essencial que o garçom faça isso com simpatia, conhecimento dos produtos oferecidos na casa, e que consiga enxergar a oportunidade ao fazer alguma recomendação.
Um garçom simpático, disponível e paciente, deixa o cliente à vontade e muito propenso a voltar outras vezes. Por isso não é raro as pessoas sentirem certa intimidade quando encontram com o garçom ao chegar no estabelecimento.

E é por isso que, não só na data de hoje, todos os garçons são extremamente reconhecidos por nós da equipe do GoOut e queremos deixar a todos os nossos mais sinceros parabéns pelo seu dia!


É clima de Festa Junina! E Viva São João!

É clima de festa junina! 

O mês de junho é geralmente um mês muito esperado pelos amantes das festas juninas. O mês que inicia o inverno já apresenta temperaturas mais baixas e é ideal para criar esse ambiente junino cheio de cores e comidas típicas.
Inspirados no estudo recente do Brasil Food Trends 2020, onde observamos que a busca pela sensorialidade e prazer será uma forte tendência para os próximos anos, resolvemos contar aqui um pouquinho sobre essa festa tão enraizada em nossa cultura e quem sabe dar algumas ideias para você utilizar essa comemoração tão especial para atrair mais clientes?!?!
Ah, se você não leu ainda sobre esse estudo das tendências para os próximos anos, clique aqui.

Origem das festas juninas

A comemoração foi trazida para o Brasil por influência dos portugueses no século XVI.
Na Europa o cristianismo estava se consolidando como a principal religião do continente e uma das formas que a igreja encontrou para converter mais fiéis foi incluindo essas festividades (que já aconteciam como cultos à fertilidade), ao calendário cristão.
No mês de junho 3 principais figuras do catolicismo se destacam, são elas: Santo Antônio (dia 13), São João (dia 24) e São Pedro (dia 29) e a celebração desses santos católicos é feita com muita música, dança e pratos típicos.

Viva Santo Antônio!

O dia 13 é dedicado a Santo Antônio, o santo mais requisitado pois é considerado como santo “casamenteiro”. Você sabia que o Santo Antônio é o segundo santo mais popular no Brasil?
Em um casamento é comum vermos o santo decorando doces e até mesmo sendo carregado no caminho para o altar. Se você possui uma cafeteria ou serve doces em seu estabelecimento, que tal pensar em um cardápio especial para esse santo nessa época do ano, talvez com ingredientes que remetam ao famoso bem casado?

Olha, isso aqui tá muito bom!

As músicas típicas das festas juninas inspiram todos a arriscar alguns passinhos de dança e a soltar a voz. Até hoje muitas são compostas especialmente pelos nordestinos, sendo o pernambucano Luiz Gonzaga um dos grandes destaques.
Mesmo que seu estabelecimento tenha um público voltado ao rock, ou tenha aquela pegada de pubs ingleses, hoje em dia várias bandas já fazem adaptações dos clássicos juninos em forma de pop rock. Que tal escolher um dia para fazer um rock junino no seu bar?

Para dar sorte!

Inicialmente as comemorações desse mês eram feitas para pedir colheitas fartas e fertilidade nos campos. Essas superstições se mantiveram, e hoje várias pessoas continuam fazendo pedidos e simpatias nessa época do ano.
Tradicionalmente as festas juninas são comemoradas de uma forma mais rural, ao ar livre, em pátios abertos ou grandes terrenos. Porém sabemos que na maioria das vezes ter um espaço assim é difícil. Por isso, que tal utilizar da sua criatividade e improvisar no seu estabelecimento algumas referências ao festejo junino? Bandeirinhas coloridas, bambu, lanternas que imitam os famosos balões que costumavam ser lançados aos céus para atender aos desejos... tudo isso pode fazer seu cliente se sentir acolhido e por algumas horas, imersos em uma outra cultura.

Por último e não menos importante: os quitutes juninos!

Fala sério, quem não gosta das comidas típicas de festa junina? Bolo de milho, canjica, sopas e caldos, pamonha, pipoca, quentão... As comidas típicas juninas têm origem do norte e nordeste do Brasil, e isso é um prato cheio para você aproveitar e oferecer a seus clientes essa experiência cultural e gastronômica.
Nessa época do ano, muitos bares e restaurantes entram no clima e promovem seus próprios arraiais com menus exclusivos e por tempo limitado. Alguns desenvolvem drinques inspirados no quentão, outros criam receitas exclusivas de bolos de milho, sem glúten e lactose. Há também aqueles estabelecimentos mais ousados, que recriam alguns pratos tradicionais, com toques modernos e atuais. Pense nas ferramentas que você tem disponível em seu estabelecimento e veja como pode usá-las a seu favor para criar uma opção única e exclusiva!

Essa época do ano está no coração da maioria dos brasileiros, e vale a pena se planejar para trazer um pouquinho dessas raízes para o nosso dia a dia, nem que seja por apenas um mês.