7 dicas de organização financeira para colocar em prática!

 A organização financeira além de ser essencial para o controle do estabelecimento é uma grande aliada no processo de decisão. Pois, a falta desse procedimento leva a perca de controle do caixa e o proprietário não sabe com exatidão os valores que entram e saem.

Segundo uma pesquisa do Sebrae, a taxa de mortalidade de pequenas e médias empresas atinge o patamar superior a 40%. Os dois motivos que merecem destaque por gerar essa quebra são: falta de organização financeira e má administração de recursos.

 Se antes para administrar financeiramente um bar e restaurante já era essencial, agora com a crise na área de lazer e entretenimento organizar com inteligência e estratégia é questão primordial!

 Além do mais, é de suma importância ter um responsável pela administração dos recursos, que seja confiante e responsável, para auxiliar o proprietário no seguinte objetivo: reduzir as despesas ao máximo e aumentar a receita.

 Se você se encontra meio perdido, levando sérios prejuízos por falta de gestão e planejamento, continue lendo e saiba 7 dicas de organização financeira para colocar em prática!

1 – Mantenha o fluxo de caixa sempre atualizado

 Você tem o costume de registrar as despesas do seu estabelecimento no exato momento? Aliás, a palavra “costume” nem deve ser utilizada mais sim “o dever”. É obrigação do empreendedor registrar todos os valores que entram e saem na hora que ocorrem.

 Através dos relatórios diários é possível ter a visão completa do negócio, podendo mensurar os ganhos e perdas. Em outras palavras, o fluxo de caixa é a base da movimentação financeira.

 Por meio desse controle o proprietário do estabelecimento tem mais segurança nas ações tomadas. Por esse motivo, os registros precisam ser diariamente e é necessário que haja análises frequentes.

 Pode-se afirmar que o fluxo de caixa é o indicador que mostra com exatidão as prioridades e o que pode ficar para depois, de acordo com o faturamento obtido pelo estabelecimento.

2 – Não confunda lucro com caixa

 Não confunda o lucro obtido em um período com o saldo do caixa, esses dois termos não são a mesma coisa. Em suma, o lucro está ligado ao resultado econômico de geração de riqueza do estabelecimento. o termo caixa se refere a quantidade de recursos financeiros que são extraídas da operação e organização.

 Para saber o valor do lucro do bar ou restaurante é preciso analisar a DRE (Demonstração de resultado do exercícios), e os dados do caixa no Demonstração do Fluxo de Caixa.

 É importante ressaltar que o dinheiro do Caixa não pode ser confundido com o lucro do negócio. Pois eles possuem finalidades diferentes: enquanto o primeiro se destina a cobrir custos da empresa, o segundo é distribuído entre sócios e proprietários.

3 – Separe as contas empresariais das pessoais

 A terceira dica sobre organização financeira é um dos erros que mais levam o estabelecimento ao fracasso. As contas empresarias não devem ser misturadas com as pessoais.

 Os recursos obtidos pela empresa não podem ser utilizados para fins pessoais. Esse procedimento não se caracteriza como algo ilegal, no entanto, gera desorganização e déficit nas contas operacionais.

 O dinheiro do estabelecimento deve ser usado para despesas, recursos e melhorias. Ademais, as necessidades pessoais dos sócios e proprietários devem ser registrados com o pagamento de dividendos ou retiradas.

4 – Construa uma reserva financeira para o estabelecimento

 As reservas financeiras são necessárias para situações inesperadas no futuro e é fundamental para planejar e concretizar projetos. Ou seja, esse recurso é para ser usado quando realmente for preciso.

 Sempre acontecem gastos inesperados, como um equipamento que quebra ou um cano que estoura. Quando menos dívida o seu negócio adquirir para cobri-los maior será o lucro.

5 – Separe o capital de giro do capital para investimentos

 Outro ponto a destacar é a habilidade do empreendedor separar o capital de giro do capital para investimento, visto que os investimentos no estabelecimento não podem ser feitos com o capital de giro, isso leva a uma grande desordem e podem trazer sérios prejuízos.

 O capital de giro é usado com a finalidade de girar a economia da empresa, e o prazo de retorno é bem curto, cerca de 30 a 90 dias. Enquanto o capital de investimentos demora mais tempo parar gerar retorno e é responsável por aumentar os lucros do negócio a médio e longo prazo.

6 – Corte gastos desnecessários

Como já foi mencionado no início, a finalidade da organização financeira é minimizar as despesas e potencializar as receitais, gerando o maior número de lucro para a empresa possível.

Portanto, é necessário cortar os gastos desnecessários. Nesta etapa, defina quais são as prioridades para destinar o capital no que realmente é essencial ao empreendimento.

A partir das análises contábeis você consegue mensurar os gastos e tomar as melhores ações, cortando os gastos desnecessários ao funcionamento do estabelecimento.

7 – Não abra mão da ajuda dos consultores

 Para finalizar o nosso assunto, para ter melhor desempenho e sucesso com o seu estabelecimento não abra mão da ajuda de consultores especializados. Pois, algumas particularidades da gestão financeira precisam de conhecimentos específicos.

 Desta maneira, mesmo seguindo as dicas dessa matéria se você sentir dificuldades entre em contato com profissionais experientes para lhe auxiliar na gestão do negócio.

 No entanto, sabemos que conhecimento é poder e quanto mais domínio financeiro o empreendedor tiver, maior será a possibilidade de crescimento e implementação de melhorias. Por esse motivo, esteja sempre atento para desenvolver habilidades nessa área!

Conclusão

 Organização, controle e planejamento são três pilares fundamentais para alavancar o lucro de uma empresa. Além de atrair os recursos com campanhas de divulgação é preciso saber administrar muito bem o capital.

Todas as movimentações precisam ser registradas e mensuradas, inclusive é de suma importância não se misturar as despesas pessoais com a despesas da empresa. Em pequenos negócios, esse hábito é muito comum e deve ser descartado urgentemente!

 Em síntese, essas são as melhores dicas sobre organização financeira que você pode começar a colocar em prática agora! Gostou desse conteúdo? Então compartilhe nas suas redes sociais!